Conheça os componentes de um Sistema solar – Inversor Fotovoltaico

Marcus Bonassi Blog Leave a Comment

Todo organismo que funcione de forma organizada necessita de um coração. Em nosso corpo existe um sistema de comunicação e cooperação incrível e nosso coração faz a mediação recolhendo sangue “sujo” vindo dos órgãos e tecidos, que depois de “limpos” e cheios de puro oxigênio voltam ao nosso corpo. Como em qualquer sistema, eu tenho entrada, processamento e depois saída.

Para o entendimento vamos usar esta analogia para entender o Inversor. Caso você ainda seja iniciante nos assuntos de energia solar veja nosso artigo sobre a geração de energia solar e suas diferenças.

Para o sistema solar, simplificadamente eu tenho energia vinda em corrente continua (sangue sujo) o inversor transforma este tipo de energia (limpa o sangue) e entrega ele para a sua casa em corrente alternada compatível com suas cargas (sangue limpo). As analogias podem parecer bobas mas são excelentes maneiras de aprender o conteúdo.

Tá bom, e existe apenas um tipo de Inversor fotovoltaico? Não, assim como não existe apenas um tamanho de coração. Os inversores variam de acordo com sua capacidade de converter energia, ou seja, quanto mais energia gerar meu sistema fotovoltaico, maior terá que ser meu inversor para transformar tudo isto. Assim como quando  um bebê nasce ele necessita de um coração pequeno para bombear sangue para seus órgãos e tecidos e quando cresce necessita crescer seu coração na mesma proporção.

 

Analogia inversor fotovoltaico

figura 1  –  o inversor fotovoltaico

Imagine sua casa onde os órgãos são as cargas, quanto maior eles forem maior terá que ser seu sistema, e por consequência o inversor fotovoltaico. Cresce a demanda de energia (geladeira, televisão, ar-condicionado,etc) cresce a potencia nominal do inversor ou capacidade de transformação. Agora você não esquece mais. Portanto vamos analisar os tipos de inversor na prática.

 

Os inversores se classificam de acordo com a carga que devem suprir e pelo tipo de conexão: Trifásica, bifásica e monofásica.

Mas fique tranquilo, em um outro artigo vamos falar mais sobre os tipos de inversores solares.

Já é hora de se ligar no sol. #seLigaNoSol

 

 

Engenheiro de Produção Eletricista, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Iniciou na universidade os estudos e pesquisas em energias renováveis. Passa seu tempo livre com música, trabalhos sociais, e diversão na natureza. Um entusiasta da energia em todos seus sentidos, trabalha hoje focado em energia solar fotovoltaica.